Quando se fala de gestão de frotas, logo vem à cabeça os sistemas de telemetria, mas será mesmo que eles resolvem todos os problemas da sua gestão de frota? Neste conteúdo explicaremos o que faz a telemetria, e por que elas nem sempre resolvem seu problema. 

A tecnologia tem desenvolvido uma série de recursos para que os trabalhos remotos possam ser cada vez mais simplificados, e um dos que mais tem facilitado a rotina de quem trabalha diretamente com veículos é a telemetria.

 

Essa tecnologia possibilita uma visão dos veículos, mas não se engane, para que você possa resolver uma série de problemas relacionados à visão 360º da sua operação em um melhor desempenho, a telemetria sozinha não vai resolver todos os seus problemas.

 

 

O que é telemetria?

 

Para explicar o que é telemetria, devemos iniciar abordando o funcionamento de um sistema de gestão, que, a despeito do segmento em que está sendo aplicado, geralmente traz todas as informações possíveis sobre o cenário em questão.

No caso dos veículos, os dados obtidos são direcionados para o gestor de uma frota, que conta com a possibilidade de identificar oportunidades para otimizar ainda mais o funcionamento dos processos.

A telemetria se aproveita de um sistema wireless (comunicação sem fio) para identificar todas as informações sobre um veículo, seja via sinais de rádio ou satélite.

Pode não parecer, mas o carro gera dados praticamente em todas as horas do dia, em tempo real, e essas informações são fundamentais não só para a avaliação do desempenho, mas também para demonstrar como ele pode ser aprimorado com poucos ajustes.

A ideia da telemetria é alimentar um sistema de gestão com todos os dados coletados, de modo que as informações fiquem armazenadas e disponíveis para serem consultadas.

Assim, o gestor de frota pode, ter acesso a essas informações e redirecionar o trabalho realizado com cada carro, de maneira a enriquecer as estratégias de cada administrador.

Funcionamento do processo de telemetria

Para que o sistema de telemetria funcione, é preciso instalar um equipamento em todos os carros que terão a performance acompanhada. Assim, todas as informações referentes ao uso do veículo ficarão permanentemente relacionadas ao sistema telemétrico e poderão ser checadas a qualquer instante, lembrando que não é possível ter acesso a dados prévios do veículo.

 

As informações então são transmitidas pelos mais diversos sinais de comunicações sem fio existentes, sejam eles de internet, de telefonia celular ou de rádio. E, posteriormente, ao chegar no sistema telemétrico, ficam armazenadas em um servidor, que pode ser acessado diretamente por quem está realizando a gestão da frota. A grande facilidade é que os dados podem ser checados de diversas formas diferentes, como por celular, computador ou outro sistema de gestão abastecido.

Além disso, a partir das informações concentradas no sistema, é possível gerar uma infinidade de relatórios. Por exemplo, o mapeamento pode ser realizado de acordo com a necessidade, ou se o gestor precisar saber quantos quilômetros foram percorridos em uma certa viagem, ele consegue descobrir. O sistema telemétrico também é capaz de fornecer uma visão para investigar quantos quilômetros um carro percorreu em um mês ou em um ano.

 

Vantagens da telemetria veicular

 

São muitas as vantagens oferecidas pela telemetria veicular, não só para quem realiza a gestão de veículos, mas também para diversos outros setores em que a tecnologia é importante.

O principal item a ser destacado é o monitoramento em tempo real, que apresenta o desempenho de todos os sistemas utilizados pelo carro em um determinado momento.

Dessa forma, é possível notar, alteração entre os equipamentos hidráulicos e elétricos dos veículos. Problemas como falhas mecânicas, operação inconstante, vazamentos, gastos anormais, detalhes de vazão, pressão e intrusão também são facilmente detectados, e estações elevatórias podem ser controladas de forma remota.

Como todas as operações dos veículos ficam tabeladas, é extremamente simples verificar sua logística e definir o carro mais adequado para cada finalidade, trazendo uma redução significativa de custos também em operação, circulação e deslocamento, bem como monitorar a perda excessiva de água, gasolina, álcool ou diesel.

Além disso, o sistema de telemetria veicular traz informações sobre o desempenho do carro, mas às vezes ainda são necessárias análises com outros sistemas para transformar essas informações mais completas.

Setores de atuação

Para entender o que é a telemetria veicular, é importante conhecer todos os setores em que ela pode ser extremamente útil. Tendo isso em vista, um dos principais nichos de atuação dessa tecnologia é o da agricultura, já que o uso de um veículo em condições de campo exige um excelente estudo de desempenho, pois o carro ou equipamento deve ser adaptado para circular no ambiente sem prejudicar o solo, obtendo uma boa capacidade de deslocamento.

Não há dúvidas, no entanto, de que o setor de logística é o mais interessante para quem compreende o que é a telemetria veicular. Por meio dos dados armazenados, é possível fazer toda a gestão de rotas e ainda identificar péssimos hábitos dos motoristas contratados, promovendo ações de conscientização, além de obter informações sobre situações de risco a que o carro foi submetido.

Informações fornecidas pela telemetria

O que é a telemetria veicular dentro da gestão de frotas? Essa pergunta pode ser respondida ao serem levados em conta as principais informações filtradas por esse sistema.

Todos os dados, se conduzidos da maneira correta, podem trazer algum benefício relacionado ao desempenho de operações. Abaixo, são citados alguns dos principais fatores para o bom funcionamento de uma frota:

Odômetro

Trata-se da informação de todos os quilômetros percorridos pelo veículo segundo o recorte aplicado pelo gestor. Observando esse dado, é possível trazer uma série de soluções relacionadas ao âmbito econômico, além de prever manutenções ou gerar maneiras de aumentar a produtividade. 

 

odômetro

 

Nesse sentido, a melhor solução encontrada pelos especialistas é traçar a quilometragem de cada mês de acordo com uma média estabelecida. Na sequência, ficam nítidas as necessidades de combustível, o que ajuda a empresa a fechar um orçamento mensal para cada veículo.

Controle de velocidade

Partindo desse dado, o gestor pode observar quais as melhores maneiras de manter o veículo seguro, considerando o volume de freadas e a intensidade das acelerações bruscas, uma vez que verificar se um carro está andando na velocidade adequada é fundamental para economizar combustível, evitar multas e diminuir os riscos para a saúde de quem está conduzindo.

Dessa maneira, independentemente dos modelos observados, torna-se extremamente mais simples buscar por um modelo homogêneo, que possa transmitir regras para todos os motoristas de uma mesma empresa.

A partir de então, podem ser iniciadas ações de conscientização sobre direção responsável, garantindo mais segurança e eficiência por parte da equipe, já que a ideia é padronizar uma boa conduta e cobrar na gestão.

Acompanhamento de jornadas

A telemetria traz todos os detalhes sobre frequência, produtividade e eficiência de cada carro, registrando informações completas sobre cada jornada de trabalho. Por meio desses dados, fica extremamente mais simples definir soluções para o cliente final, uma vez que serão consideradas as necessidades dele.

Dessa forma, observando o desempenho de cada veículo, também é possível identificar se é preciso expandir a frota, além de gerar uma rotatividade maior em relação aos veículos.

Assim, reconhecendo o limite de cada carro, outro fator facilitado é o incentivo ao motorista, pois os dados podem comprovar quando o desempenho do veículo é superior ao que está sendo entregue.

Segurança

O rastreamento é um dos principais aspectos analisados quando a ideia é utilizar um sistema de telemetria. Por meio dele, torna-se viável saber informações sobre o veículo e o condutor em tempo real, obtendo a localização exata de onde estão, possibilitando avaliar se o motorista está realmente seguindo a melhor logística de deslocamento.

Esse tipo de recurso também é fundamental em caso de urgência. Se algum motorista sofrer um assalto, por exemplo, é possível identificar instantaneamente qual o último local em que o carro esteve, ou em caso entrega ou retirada de última hora, checar qual o motorista mais próximo para efetuar a missão.

Telemetria ônibus

São muitos os benefícios que a telemetria ônibus traz para quem está realizando a gestão nessa área. Por meio da análise dos dados, é possível definir a rota que melhor atende os clientes ou passageiros, garantindo que a chegada seja sempre mais rápida e aconteça de forma segura, planejada e consciente, o que contribui para fidelizar de maneira instantânea todas as pessoas que prezam por esse fator.

Além disso, outro ponto importantíssimo desse cenário é a gestão de combustível. Um sistema de telemetria ônibus verifica o que mais faz o veículo perder gasolina durante o trajeto, auxiliando a encontrar um local estratégico para que sempre haja reposição. Falhas mecânicas também podem ser prontamente identificadas.

 

O grande objetivo da telemetria ônibus é fazer com que a gestão se torne absolutamente inteligente. Toda a coleta de dados fica cadastrada no sistema e pode ser consultada diariamente por meio de indicadores.

Algumas empresas, por exemplo, fazem um acompanhamento semanal para obter um apanhado geral sobre o que está acontecendo com suas frotas.

Assim, entre os parâmetros indicados, é possível identificar quais os motoristas mais eficientes, qual a economia financeira e quais os pontos que precisam ser melhorados por cada condutor.

O sistema permite que os feedbacks sejam enviados de maneira direta, sem precisar gastar tempo com anotações que partem do sistema ou com registro manual de informações.

Telemetria caminhão

Uma das principais vantagens quando o assunto é telemetria caminhão é definitivamente a possibilidade de rastreamento. É comum que esses veículos transportem cargas de valor, por isso é muito importante ter ciência de toda a rota que está sendo traçada.

Por meio do sistema, então, é possível identificar os intervalos de parada e também todos os prazos para as entregas serem realizadas.

Sendo assim, a telemetria caminhão torna-se uma excelente opção em casos de roubo, pois fica muito mais simples obter pistas sobre o paradeiro do veículo. Em caso de emergências, por exemplo, também fica fácil a identificação do local em que o motorista foi abordado, aumentando a segurança de quem está conduzindo a carga e a possibilidade de reencontrar e reaver produtos.

 

Além de também manter um controle seguro sobre o consumo de combustível, a telemetria caminhão é capaz de identificar pontos mais seguros de uma estrada. Dessa forma, o motorista pode contar com o monitoramento até mesmo para escolher as paradas que fará, diminuindo a incidência de roubos.

Outro aspecto fundamental é o tempo de tráfego. Por meio do sistema de telemetria, é possível fazer a identificação das melhores rotas para a entrega dos produtos.

Assim, quanto menor o tempo gasto em viagens mais longas, maior a produtividade do sistema, já que a ideia é fazer com que o motorista e o veículo possam encarar um maior número de viagens por ano, de modo a aumentar o lucro.

Mas a telemetria não resolve todos os problemas da gestão de frotas

A telemetria as vezes acaba sendo uma ferramenta mais custosa e pouco eficaz para se ter uma visão 360º da frota. Nem sempre saber a localização do veículo vai mostrar se um serviço foi concluído ou uma entrega foi feita com sucesso. São muitas outras atividades que incluem a gestão da frota e a telemetria só resolve um pedaço do problema. 

Outras desvantagens da telemetria

Muitos sistemas de telemetria não possuem integrações com os sistemas da empresa, e por isso as vezes coletam informações que não são usadas de fato no dia-a-dia, sendo necessário ou ligar em um sistema como a Rabbot que integra às suas ferramentas.

Muitas empresas ainda extraem as informações dos sistemas de telemetria e criam planilhas complexas, trabalho que também acaba sendo desnecessário, quando a empresa possui um integrador de soluções como a Rabbot.

Confira um depoimento do nosso cliente José Carlos, coordenador de inovação da Tegma:

Outro problema frequentemente encontrado nos sistemas de telemetria são o alto custo por veículos, custos extras de instalações e manutenções de mais hardwares.

Com a Rabbot, a gestão da sua frota fica ainda mais fácil. Nossa metologia não possui hardwares e além de conectarmos aos sistemas de telemetria, temos funcionalidades que em alguns casos tornam a telemetria desnecessária. Entre em contato hoje mesmo com um especialista que poderemos explicar melhor como você pode ter a visão da sua frota à distância sem telemetria.

Share This