Como a Rabbot trouxe praticidade e redução de custos nas autovistorias de Porto Socorro. 

Escrito por: Ana Carolina

ago 31, 2021

31/08/2021

O que é o Porto Socorro?

O Porto Socorro é uma área da Porto Seguro que há 30 anos é responsável pela gestão dos serviços oferecidos aos seus segurados.

    Rápida assistência em serviços emergenciais

    O Porto Socorro garante rápida assistência em serviços emergenciais, como pane em veículos, serviços para a residência e para pessoas. Como está incluso em diferentes pacotes
    oferecidos aos segurados e abrange todo o território nacional, devido à sua capilaridade o serviço demanda uma grande rede
    de prestadores de serviço padronizada, incluindo identidade visual dos veículos e da equipe.

      Alta qualidade no atendimento

      sistema de controle de veículos da porto seguro

      Quem explica melhor é Anderson de Souza, coordenador administrativo da empresa. “O Porto Socorro é responsável pelo serviço de ponta a ponta, já que toda a cadeia de serviços conta com a expertise da Porto Seguro. O nosso atendimento é próprio, e a gente sempre preza pela qualidade”, ele destaca.

      Como a alta qualidade no atendimento é uma prioridade, a Porto Seguro preza que seus milhares de prestadores de serviço estejam com sua frota em dia. Os veículos de socorro, como guinchos, motos, vans e picapes, por exemplo, devem passar por vistoria periódica para atestar sua integridade. Os que não estiverem em conformidade com o padrão de qualidade exigido
      pela empresa são notificados imediatamente para que sejam ajustados.

       

      O Porto Socorro é responsável pelo serviço de ponta a ponta, já que toda a cadeia de serviços conta com a expertise da Porto Seguro.

      O nosso atendimento é próprio, e a gente sempre preza pela qualidade.

      Anderson de Souza

      Coordenador administrativo, Porto Socorro

      O novo modelo

      “Antes, a regra era de vistoria trimestral. Mas, se você fosse olhar a ponta do processo, dependia de outro prestador de serviço para vistoriar o veículo. Então corríamos o risco de não conseguir marcar a vistoria, ou mesmo de não fazê-la, comprometendo assim a qualidade na gestão da frota”, recorda o coordenador

      Estava claro que para criar um processo mais eficiente era necessário implementar um sistema para garantir a eficiência e qualidade dos processos de autovistoria.

      Foi aí que teve início a parceria com a Rabbot, que oferece soluções para gerenciamento de frota. No caso do Porto Socorro, ela encaixou como uma luva na implantação de um sistema de autovistoria nos veículos utilizados pela rede credenciada. 

      “Na autovistoria a pessoa não depende de ninguém. ‘Está tudo certo aí?’,
      ‘O farol está funcionando?’, ‘As revisões mecânicas estão em dia?’. A gente mudou o olhar sobre o que é a vistoria e os seus objetivos”, diz Anderson. “Antes tínhamos muitas vistorias frustradas, porque era preciso agendá-las e o nível de gaps era muito alto. Hoje não temos mais esse problema.”

      Agilidade e redução de custos: como a Rabbot ajudou nesse processo

      O sistema implementado pela Rabbot também deu agilidade na padronização da frota de norte a sul do país. “Agora a comunicação com o prestador melhorou muito e nos deu flexibilidade. Antes, se quiséssemos incluir um item novo nos guinchos, era preciso recombinar com várias pontas e fazer
      chegar nos vistoriadores do Brasil inteiro. Hoje não, é mais intuitivo, e cada um pode fazer.

      A autovistoria trouxe diversas vantagens ao Porto Socorro. Houve melhorias em diferentes campos: o processo ficou mais transparente, mais ágil e, de quebra, mais barato. Em suma, tudo se tornou mais eficiente. “Tivemos diminuição do custo do prestador, porque ele não precisa mais se deslocar
      para fazer a vistoria. Tudo isso representa redução de tempo e ganho qualitativo.”

      Anderson ressalta que a parceria com a Rabbot não nasceu com o intuito de reduzir custos, e sim da busca por mais rapidez e eficiência nos serviços, mas eles imaginavam que, no fim, isso representaria ganho de caixa para a empresa.

      “A Rabbot nos deu maior confiança em relação aos fornecedores. O compliance ficou maior, porque sabemos que o que estamos pagando está sendo de fato executado. E também trouxe um processo de mais autonomia para o prestador, por permitir que escolha o melhor dia, melhor horário e melhor momento para que faça a vistoria”, pontua Anderson de Souza.

       

       

      sistema de gestao de frotas e manutencao com kanban rabbot

      A parceria Rabbot e Porto Socorro é mais um case de sucesso!

      A autovistoria oferecida pelo sistema da Rabbot se mostrou fundamental para a Porto Socorro durante a pandemia. “Em 2020, por exemplo, os pontos de vistoria fecharam durante um tempo por não serem considerados um serviço essencial. Se naquele momento não estivéssemos com
      a Rabbot, as vistorias teriam sido suspensas”, destaca o coordenador.

      A parceria deu tão certo que o Porto Socorro já pensa em ampliá-la. “Faz parte dos nossos planos trabalhar também a gestão de estoque e de insumos”, conta Anderson. “Queremos trabalhar também a questão do controle de estoque dos fornecedores e a logística reversa. Tem muitos pontos e coisas para a gente construir.”

      A parceria Rabbot e Porto Socorro é mais um case de sucesso. Que tal fazer da sua empresa um novo exemplo? Vem com a gente!

      “Quando a gente foi atrás da Rabbot, foi pela questão da vistoria, mas pensamos em utilizar o sistema para várias outras coisas. Como a ferramenta é bem flexível, ela nos traz essa segurança. Além da autovistoria, a gente implantou também o controle de fornecedores. E esses dois processos fizeram com que a necessidade de contato com os prestadores diminuísse 50% de um ano para o outro.”

      Anderson de Souza

      Coordenador administrativo

      Artigos relacionados

      Robótica colaborativa: o que é e como pode transformar operações?

      Robótica colaborativa: o que é e como pode transformar operações?

      A robótica colaborativa é importante por liberar as pessoas da necessidade de realizarem tarefas pesadas ou que apresentam riscos - isso, é claro, no caso dos robôs físicos. No entanto, graças aos robôs virtuais, ou seja, da hiperautomação através de bots e softwares...

      A Transformação Digital dentro das transportadoras

      A Transformação Digital dentro das transportadoras

      Case da TSJComo a TSJ Transportes tem driblado obstáculos utilizando a metodologia Rabbot Muito tem se questionado a respeito do cenário pós-pandemia, quando o período de distanciamento social acabar. Caminhamos rumo ao próximo normal – um normal que provavelmente não...

      Share This