Novas tendências de gestão de frota são uma constante. Afinal, a tecnologia se move tão rápido que muitas vezes você mal pode passar 24 horas sem se deparar com a notícia de um novo produto indispensável em seu setor. 

E tudo indica que nos próximos anos serão consolidadas algumas inovações disruptivas no mercado de frota e transporte — que continua  em um processo digital de transformação — produzindo e estimulando novas formas de aumentar a eficiência e reduzir os gastos. 

Na prática, isso significa que, como gestor de frota, você tem mais tecnologia disponível do que nunca. E que por isso deve permanecer bastante atento, inclusive para preparar e alinhar sua empresa com iniciativas que irão atender a essas mudanças. 

Você pode até achar que algumas dessas novas tecnologias parecem mais familiares ao universo da ficção científica e que estão distantes do dia a dia real. 

Mas, saiba que elas já estão participando e alterando o modo como o seu mercado funciona e que empresas inovadoras estão focando a atenção e formulando estratégias para garantir que não sejam deixadas para trás (se você está lendo este material, deve pertencer a este seleto grupo). 

Pensando em preparar você para o futuro, reunimos algumas das principais inovações que devem influenciar o gerenciamento de frotas durante 2020 (e após 2020 também!). Confira quais são e continue atualizado. 

#1. Visibilidade de dados e gestão à vista

O uso de dados para o gerenciamento de frotas têm passado por uma verdadeira revolução ao longo dos últimos anos. Agora, essa tendência foi finalmente cristalizada em soluções de tecnologia com recursos para coletar, normalizar e aplicar dados da gestão de frota com inteligência. 

Essa dinâmica está ajudando gerentes de frota a ter uma abordagem mais proativa em relação às operações e processos de suas frotas. 

Preste atenção em revisões programadas: o motorista/técnico pode introduzir dados (como de quilometragem) via aplicativos de checklists digitais, e essas informações podem ser coletadas e organizadas automaticamente em uma base de dados, como  também podem ser aplicadas para antecipar manutenções e serviços. E esse é apenas um exemplo do que pode ser feito!

Além disso, a tecnologia viabiliza que os usuário transmitam imediatamente as informações dos veículos ou serviços em tempo real, simplificando assim a coleta de dados, eliminando o uso de papel e permitindo que os gestores acessem rapidamente as informações.

O que fornece uma oportunidade de compartilhar facilmente dados entre várias equipes para que as partes interessadas possam acessar sem dificuldades  essa informação.

O aumento de visibilidade dos dados da frota ajuda a mudar o escopo das responsabilidades do gestor de frota, que deixa de ser um profissional reativo para tornar-se em um profissional proativo; isso é possível graças à tecnologia.

O que estamos dizendo é que o gestor de frotas não precisa mais esperar o problema surgir para então reparar emergencialmente, antes de tudo o gestor de frotas moderno pode usar dados estrategicamente para planejar e evitar que os problemas surjam e evoluam  para algo mais grave.  

Aliás, se você quer modernizar sua operação, saiba que a Rabbot é uma empresa que desenvolve soluções para capacitar e empoderar os gestores de frota, eliminando papel e automatizando tarefas repetitivas do dia a dia de quem gerencia muitos veículos. 

#2. Mobilidade como serviço

Com o aumento e diversificação das categorias de serviços de mobilidade compartilhada como Uber na última década,  a categoria de transporte e mobilidade está se transformando em um serviço sob demanda, Mobility-as-a-Service (MaaS).  

O que interessa a este artigo é que essa mudança está atingido também a gestão de frotas e oferecendo novas ideias de como elas podem funcionar e ser gerenciadas no futuro. 

Você pode gostar de ler: 

>>  Inovação na indústria automotiva: a experiência do cliente em direção à era da mobilidade
>> O impacto da inovação de processo no mercado automobilístico
>> Dirigindo a mudança: montadoras apostam em novos modelos de negócios

ensando em frotas corporativas, por exemplo, muitas empresas têm suas próprias frotas de veículos para atender às necessidades de mobilidade de seus colaboradores e equipes, mas em alguns anos, as mesmas empresas podem aumentar o uso do transporte compartilhado para atender às necessidades de mobilidade.

Inclusive, na Europa, um novo conceito chamado mobility management está redefinindo o papel do gestor de frotas: muito mais do que supervisionar o uso dos veículos da empresa, o ‘gestor de mobilidade’ incentiva escolhas mais sustentáveis e eficientes de mobilidade, inclusive recompensando essas escolhas com um sistema de bonificação e incentivo. 

#3. Crescimento do uso da automação

Em 2020, a tendência é que automação ganhe ainda mais força em todas as áreas de trabalho e tipos de indústria, nos setores de transporte, logística e todos os outros que envolvem o gerenciamento de frotas,  não seria diferente.  

Você pode gostar de ler: 

>> O que é automação comercial e como ela pode ajudar sua empresa 
>> Automação: imperativo de transformação digital
>> Entenda como se aplica automação em processos da gestão de frotas

Muitas operações de gestão de frota estão empolgadas com a ideia de aplicar ferramenta com tecnologias baseadas em Inteligência Artificial para garantir a coleta depurada de dados e a execução de tarefas de forma otimizada e na sequência correta.

#4. Integrações com outros softwares e plataformas via APIs

Há uma tendência capaz de melhorar significativamente o desempenho de um software gestão de frotas: o uso de Interface de Programação de Aplicações (APIs) para integrar outras ferramentas e aplicativos com o software principal da sua operação; ou seja centralizando todas as informações em uma única plataforma.

A capacidade de usar uma chave API para conectar bancos de dados de fontes externas não apenas expande a funcionalidade de uma ferramenta de gerenciamento de frotas, mas oferece  recursos de análise de dados mais profundos na revisão do desempenho do veículo e dos processos da frota de forma geral. 

Mesmo que esses dados tenham diversas fontes de origem, como informações de fornecedores, ERP, sistemas de telemetria, sistemas de rastreamento, checklists digitais, cartões de pedágio, cartões de combustível, entre tantos outros. 

A gama de plataformas que podem ser integradas com o software de gerenciamento de frota amplia muito o envolvimento dos gestores nas operações diárias.

Com um software competente integrado a outras ferramentas, o gestor de frota pode ser capaz de realizar uma variedade de tarefas, tais como:

  • Controlar o tempo de entrada e saída dos veículos;
  • Ganhar visibilidade e organização das informações;
  • Gerar relatórios mais completos;
  • Notificar clientes e fornecedores de serviços externos;
  • Programar e executar tarefas de acordo com Km, cronogramas e outros gatilhos.

#5. Serviços digitais e terceirização 

Uma pesquisa americana recente apontou que 43% das empresas atuais trabalham com parceiros para serviços de frota. E das empresas com frotas próprias 39% delas têm parceiros para suas atividades de gerenciamento e manutenção dos seus veículos.

Você deve estar se perguntando então como se preparar para os serviços digitais e a terceirização até lá? Bem, até 2020, o número de “coisas” ligadas em rede aumentará cinco vezes, passando para 25 mil milhões. 

Por isso, utilizar tecnologias flexíveis: baseadas em nuvem e integrações via APIs (como já citamos) é um bom caminho. Além disso, continue a manter-se informado sobre as tecnologias digitais mais disruptivas do mercado da mobilidade e transporte, dessa forma certamente você estará bem preparado para essas mudanças.

Recomendamos também que você acompanhe as últimas notícias sobre as tendências de tecnologia para gestão de frotas, visitando o nosso blog com frequência.

#6. Acesso à sua frota – a qualquer hora, em qualquer lugar

Você pode pedir pizza, reservar voos e aprender um idioma estrangeiro  pela internet. Por que você não deveria poder gerenciar sua frota online? 

As melhores plataformas da Gestão de Frotas permitem enviar dados via dispositivos móveis e acompanhar à distância todos os detalhes dos veículos em tempo real.

Isso significa ter acesso 24 horas e sete dias por semana à sua frota, em qualquer lugar em que você tenha uma conexão à Internet — ou seja, mais inteligência de negócios na palma da sua mão. 

#7. Automação da gestão da manutenção 

Novamente a automação marcando presença nas principais tendências da gestão de frotas! Isso porque, sem dúvidas, a aplicação da automação no gerenciamento de veículos é uma tendência indiscutível para o mercado automotivo e de transporte. 

Lembrando que é preciso um cronograma de serviço disciplinado para manter seus veículos na melhor forma e mais eficientes, ao mesmo tempo permanecer no controle das verificações de manutenção não é tarefa fácil, (provavelmente, sua lista de tarefas já está cheia).

E quanto maior sua frota, maior o problema? Bem, isso pode ser diferente;  saiba que algumas tecnologias podem até mesmo alertar, enviando um lembrete da necessidade de concluir as verificações importantes, quando algo não está certo com um veículo da frota. 

Você pode gostar de ler: 

>> Manutenção preventiva: por que é tão importante e como aplicar 
>> Como implementar um plano de manutenção infalível:  teoria e prática
>> Manutenção preditiva: conceitos e aplicações

Como digitalizar e transformar a gestão da manutenção

Você acha que quanto maior for a sua frota, maior o problema com gestão da manutenção? Saiba também que novas tecnologias são capazes de mudar radicalmente essa situação: quanto maior sua frota, mais possibilidades de automatizar e simplificar processos de manutenção preventiva e corretiva!

Isso porque a automação inteligente é baseada em 3 pilares fundamentais:  

  1. controle da entrada de dados relacionados à manutenção de forma automatizada; 
  2. organização da informação com metodologia kanban;
  3. automatização dos processos e tarefas operacionais. 

Por exemplo, a Rabbot possibilita que você reduza gastos com manutenção emergencial, tornando digital o planejamento de manutenção preventiva. 

Funciona da seguinte forma: nosso aplicativo de checklist  permite a coleta de todos os dados relevantes para realizar os procedimentos de manutenção preventiva. 

Depois, a nossa plataforma, SAAS (software as a service), conta com uma funcionalidade que compara e detecta divergências entre os checklists preenchidos. Quando é identificada alguma anomalia ou divergência o sistema dispara alertas de prevenção de danos aos responsáveis. Com isso, sua equipe pode programar o agendamento automático de manutenção. 

Além de tudo, automatizar processos de manutenção possibilita que você  controle o tempo de reparo com métricas de produtividade da equipe técnica e tenha o histórico completo e 100% digital de todos os reparos.

Já imaginou quanto tempo e dinheiro você pode poupar com um processo automatizado para gestão da manutenção? Bem, converse com nossos especialistas e descubra tudo o que a tecnologia de automação da Rabbot pode fazer pela sua frota

Share This