É cada vez mais frequente o uso de ferramentas tecnológicas para o gerenciamento de empresas focadas em logística. É nesse cenário que o Sistema de Gerenciamento de Transporte (TMS) aparece como uma das melhores soluções para quem trabalha com gestão nessa área. Afinal de contas, é fundamental observar todas as ações e os gastos que estão sendo implantados dentro do processo.

Como o transporte é muito importante para os clientes, qualquer tecnologia pode ser extremamente válida para aumentar a satisfação do público. O TMS é considerado fundamental para quem quer apresentar soluções qualificadas e de forma inteligente. Ao mesmo tempo, esse recurso não exige tanto investimento da empresa, auxiliando o gestor a dedicar mais tempo a outras prioridades.

O que é o Sistema de Gerenciamento de Transporte?

Resolvendo uma série de desafios encontrados pelos operadores logísticos, o sistema TMS é essencial para o trabalho de transportadoras. Além de poder ser utilizado por empresas desse segmento, o recurso pode ser utilizado também por qualquer organização que terceiriza esse tipo de serviço.

O TMS, cuja sigla em inglês significa Transportation Management System, é conhecido como uma das principais ferramentas de gestão na área. Isso porque reduz custos e moderniza todo o sistema de gestão, rendendo um controle constante de todas as informações que envolvem os veículos. 

Desse modo, todas as análises e coletas de dados são feitas de maneira rápida, fazendo com que o gestor possa conferir as informações praticamente em tempo real, com domínio completo sobre tudo o que é realizado.

O que faz o TMS?

Entre as principais funções do TMS, podemos destacar o controle do custo de fretes, a elaboração dos roteiros de viagem, o rastreamento de cargas, a medição do volume de todas as entregas e a conferência de todos os documentos fiscais necessários para que o produto possa entrar em circulação.

Também é possível realizar uma avaliação do desempenho do motorista, coletando eventuais falhas ao longo dos percursos e trazendo sugestões para que eles possam entregar resultados de maneira mais prática. As informações sobre as mercadorias também são repassadas ao sistema, que apresenta uma série de dados sobre o que é transportado.

Com toda essa base de dados tabulada, é possível que o gestor tome decisões melhores sobre a logística que está implantando. As informações sobre quilometragem e desempenho dos veículos estão entre as mais importantes, pois podem definir a ordem das entregas e até redistribuir o contingente de acordo com a necessidade. A ideia é aumentar ainda mais a competitividade no mercado.

Funcionamento do sistema logístico

Indicando os fatores que apresentam problemas dentro de uma gestão, o sistema logístico faz com que os profissionais envolvidos possam consultar dados constantemente, observando tabelas com fretes de cálculos e análises minuciosas sobre o desempenho de toda a operação. Dessa forma, é possível reduzir custos e aumentar a produtividade de uma empresa de logística.

A análise de quilometragem também é fundamental, pois por meio dela é possível calcular em quanto tempo um entregador pode realizar o serviço. Com o apontamento de melhores rotas, essa missão torna-se ainda mais simplificada, combinando uma série de rotas disponíveis para que tudo seja feito de maneira mais rápida. Assim, o entregador e o veículo ficam disponíveis para atender novas demandas.

Prezando pela segurança, o sistema logístico também rastreia a carga durante trabalhos de entrega. Desse modo, todas as notificações sobre os transportes são checadas em tempo real e o gestor pode observar o status de cada operação sempre que desejar. Além disso, todos os dados ficam compilados no sistema, facilitando qualquer posterior processo de auditoria.

Em resumo, a função do sistema é proporcionar a execução de uma logística de forma estratégica. Com a visão de gerenciamento sobre todas as entregas, é possível pensar em combinações que fazem o retorno acontecer de forma imediata. E a comparação de preços também é uma ação extremamente útil, já que gera uma economia importante no momento de fazer manutenções.

Controle fiscal

Também é fundamental destacar que o sistema para transportadora TMS é capaz de reunir todas as informações fiscais, incluindo as notas eletrônicas (NFe). Dessa forma, todas as informações sobre compras, vendas, reparos e revisões ficam armazenadas junto aos valores gastos com cada operativo. Há também, portanto, uma otimização entre a troca de informações entre membros da transportadora.

Boa parte dos documentos também pode ser emitida por meio do portal, o que facilita o acesso simultâneo entre todos os profissionais envolvidos na gestão. Ao distribuir qualquer informação, você também pode fazer com que ela faça parte de outros sistemas. Em muitos casos, há uma integração com o ERP, que faz toda a gestão de recursos empresariais e emite todas as notas fiscais necessárias.

Vantagens de contar com um sistema de transporte TMS

Aderindo a um sistema TMS na sua empresa de logística, é possível contar com um curso praticamente mínimo de operação. Toda a gestão de veículos e transportes é facilmente controlada, o que faz com que você reduza todos os custos e encontre alternativas para a realização de investimentos menores. Também é uma forma de monitorar a qualidade dos serviços que a empresa está prestando.

Com toda essa base de informações, também fica muito mais simples a gestão estratégica da frota. É possível reservar determinados veículos para as demandas a que eles mais se adaptam, além de também realizar esse filtro com os motoristas disponíveis. Enfim, conhecendo detalhes sobre a parte elétrica e mecânica dos veículos, é possível tomar as melhores decisões de maneira natural.

Analisando o custo gerado por uma fábrica, por exemplo, temos a real noção da importância de verificar os custos da logística. Dentro desse cenário, o transporte é o segundo maior gasto, ficando atrás apenas da produção. Por isso, é fundamental checar todos os focos de custo logístico, independentemente da sua área de atuação.

Assim, otimizando distribuição, abastecimento e movimentação, é possível notar um forte impacto no balanço financeiro.

Além de lidar com pessoas, trabalhar com um sistema logístico exige consciência de que a operação envolve uma série de ativos que precisam ser organizados. É necessário observar o tempo inteiro as questões de desempenho dos veículos. Somado a isso, a substituição de peças e as melhorias que podem ser realizadas são fundamentais para que o rendimento também sofra mudanças.

Pilares do trabalho em gestão

São três os pilares que conduzem melhorias na questão do trabalho em sistema para transportadora. Envolvendo aspectos em nível técnico, tático e estratégico, eles colaboram para que o gestor elabore as melhores alternativas para o trabalho.

Os pilares consistem em apontar qual o melhor caminho, quais as principais melhorias que o equipamento precisa e de qual forma a empresa pode deixar o cliente mais satisfeito, seja preservando a segurança ou diminuindo o tempo de espera.

Em resumo, é possível contar com o software para conseguir planejar, executar e monitorar todas as ações referentes ao controle de carga, expedição, documentos emitidos, produtos coletados, entregas, veículos rastreáveis e fluxo de produtos. Além disso, também há grande foco em auditoria de dados, registro de frotas, planejamento econômico, nível de serviço, execução dos planos e monitoramento com foco em manutenções.

Quando você precisa de um sistema para transportadora?

Apesar de buscarem modernização no sistema de gestão, muitas transportadoras não sabem avaliar qual o momento de optar por um software mais completo. Entretanto, há uma série de evidências que demonstram quando é melhor optar por essa tecnologia para alcançar os resultados desejados.

Lentidão

A primeira evidência é a lentidão dos processos, que pode ser altamente prejudicial aos resultados da empresa. Se é possível notar inconsistência e desestruturação, fazendo com que os passos da execução não sejam seguidos da melhor maneira, é preciso investir em um sistema para transportadora, pois esse tipo de situação vai gerar não só prejuízo financeiro como também retrabalhos constantes.

Isso acontece principalmente por conta da falta de visão estratégica perante os resultados que estão sendo alcançados. Diante disso, é muito mais fácil organizar todos os colabores em um formato que pode ser extremamente vantajoso para todas as partes. A padronização dos métodos de trabalho é fundamental para que empresas de logística possam alcançar sucesso.

Informações desencontradas

O ponto de partida é de que todas as informações sobre os processos devem estar reunidas em um mesmo sistema, tornando simples a vida de quem vai analisar a realização do trabalho.

No entanto, muitas empresas ainda se utilizam de documentos totalmente soltos, tornando a gestão ainda mais complicada. Sem todos os dados compilados, fica praticamente impossível traçar metas e notar os pontos que precisam ser melhorados.

Com um software especializado, você poderá localizar os dados de maneira muito mais rápida, bem como compartilhar com eventuais colegas na gestão. O que poderia ser um processo complexo, então, se torna extremamente simplificado pela plataforma. Com isso, é possível tomar decisões de maneira muito mais rápida, além de obter insights sobre como a operação da empresa pode ser muito mais eficiente.

Desperdícios

Um dos problemas que mais afeta as empresas atualmente, o desperdício deve ser combatido em todas as esferas. Considerado vilão pelos processos de gestão, é ele que faz o prejuízo ser inevitável. Por isso, é fundamental aplicar o dinheiro de forma eficiente em processos que não resultarão em eliminação de sobras.

O assunto, porém, não envolve apenas materiais e equipamentos. O desperdício pode estar relacionado ao uso de energia de um maquinário, mão de obra excessiva para determinado serviço, veículos que não estão realizando a operação que deveriam ou mesmo o tempo, quando há necessidade de realizar uma operação com duração maior que a prevista. Todos esses detalhes fazem diferença no resultado do trabalho.

Diferenças entre sistema TMS e WMS

Apesar de serem extremamente eficientes, há uma série de diferenças na comparação entre sistemas TMS e WMS. O WMS é mais focado na gestão de mercadorias em estoque. Ele é capaz de controlar todas as etapas desse processo, registrando todo o armazenamento, recebimento e separação de itens. Por meio dele, é possível checar se há um determinado produto no estoque.

Dessa forma, o sistema é extremamente efetivo no momento de informar qual é a situação em relação a quantidades. Também é possível localizar os produtos de forma eficiente, podendo processar pedidos de forma automática. Todas essas vantagens também acabam resultando em uma redução de custos constante, já que é muito mais difícil haver taxa de desperdício.

A maior semelhança entre os sistemas TMS e WMS é o controle digital, pois todas as informações ficam reunidas no software e podem ser consultadas a qualquer momento, independentemente do parâmetro. O WMS, porém, também é capaz de realizar análise de atendimento de pedidos, além de fazer toda a gestão de inventário, verificando todos os processos de conferência e trazendo informações exatas sobre estoque.

Riqueza de detalhes

É possível também observar todas as divergências entre os itens armazenados, evitando que haja uma repetição de pedidos. A atualização automática permite que o sistema alerte caso esteja faltando algum item. Dessa forma, o WMS auxilia no trabalho do sistema TMS na sequência e, com o controle do que precisa ser adquirido ou distribuído, a logística funciona de forma mais eficiente.

A avaliação das reservas também é um aspecto fundamental da WMS. O sistema é capaz de definir qual é a melhor forma de resguardar cada produto de acordo com textura, qualidade e quantidade, sendo muito importante no comércio de alimentos perecíveis, que precisam de cuidados especiais no momento de serem colocados em estoque.

Todos os dados levantados são apresentados detalhadamente, em forma de relatórios e estatísticas dos mais diversos tipos. Portanto, o sistema WMS faz com que você tenha controle total do sistema de estoque e armazenamento.

A área é completamente diferente da que é trabalhada pelo sistema TMS, que foca no desempenho de logística referente a qualidade de veículos, desempenho de motoristas, rapidez nos deslocamentos, troca de peças e muitos outros detalhes pontuais.

Considerações finais

Por meio da tecnologia Rabbot, é possível centralizar em um único lugar as informações geradas em diversos sistemas. Experimente integrar dados de outros sistemas que você já usa e torne a sua gestão na plataforma ainda mais eficiente. Acesse nosso site e consulte as melhores condições para quem precisa de dados minuciosos sobre o próprio desempenho e pensa em expandir a capacidade do negócio de forma inteligente.

 

Share This